sábado, 1 de agosto de 2009

Os diferentes tipos de laminação de pranchas de Stand up


Existem várias maneiras de laminar as pranchas, cada uma com seus prós e contras:

Laminação Epoxy manual
A maneira mais tradicional é a laminação manual, a prancha é shapeada em Isopor, depois laminada com várias camadas de fibra de vidro e resina epoxy.
vantagens: é mais leve, tem mais possibilidades de pintura, a prancha fica individualizada.
desvantagens: a prancha não fica tão forte quanto em alguns dos métodos seguintes.

Laminação em molde
Depois, temos a laminação epoxy em molde.
A prancha é laminada como um ovo de páscoa, várias camadas de fibra contra a parede do molde, um enchimento de isopor é colocado no meio, sem longarina.
As duas metades do molde são fechadas sob pressão, sendo unidas pelas bordas.
Depois estas bordas são reforçadas porque estes pontos de união podem ficar mais frágeis.
Estas pranchas são lixadas, emassadas e pintadas, da mesma maneira que um automóvel.
vantagens: um enorme ganho de produção, as pranchas saem em linha de montagem.
Tem fábrica na China fazendo 200 por dia, o que barateia muito os custos.
Esta técnica, quando bem feita, deixa as pranchas fortes. quando não tão bem feitas, deixa as bordas fracas, no ponto de união das camadas.

desvantagens: as pranchas são mais pesadas, devido ao excesso de resina e fibra, e certos detalhes importantes, como edges, não podem ser feitos. As quinas ficam arredondadas.
Os moldes são caros e limitados, existem poucas opções de tamanho e volume.
Os shapes são engessados.

Sandwich
Existe uma variação do molde, que é o sandwich, quando cada lado do molde é laminado com uma camada de PVC prensada entre duas camadas de fibra de vidro, fazendo com que esta nova superfície seja muito resistente.

vantagem: muito forte e as pranchas ficam mais leves, utilizado menos resina e fibra.
desvantagem: o custo aumenta muito, e também os mesmos problemas dos moldes, das pinturas, etc

Wood Veneer
Finalmente, o wood veneer, que é parecido com o sandwich, na verdade é um sandwich sem que haja molde.
sobre um bloco shapeado são aplicadas duas camadas de fibra de vidro separadas por uma camada de laminado de madeira bem fina, que tem muita fibra, fazendo a prancha muito resistente e leve.
Como a madeira é flexível, ela adere ao bloco sem necessidade de molde.
vantagem: extrema resistencia, muito leve.
Desvantagem: só o custo, e a pintura que tem que ser feita por cima da laminação, como nas pranchas feitas em moldes, ou deixar a madeira aparente.
Esta técnica é usada na Fábrica Cobra, da Tailandia, onde são feitas as pranchas Naish e Starboard, e quase todas as pranchas de wind surf de ponta.

Esta é a técnica que estamos desenvolvendo em pranchas especiais, sob encomenda.
Optamos por deixar a madeira aparente e usar vácuo para retirar o excesso de resina e dar pressão ao laminado.
Reforçamos as bordas, asssim as pranchas atingem extrema resistência sem sacrificar o pêso.
É uma prancha mais cara, mas quase indestrutível, com garantia total por 1 ano.

Nenhum comentário: